segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Cansa a mente, cansa o coração

Precisava escrever.
Passei os últimos dias extremamente nervosa, o que acarreta uma dor enorme nos meus ombros.
Mais uma semana em que ''ataca'' a minha alergia misteriosa - ainda não descobri a causa - que me transforma num monstrinho toda vez.
Mais uma semana em que tolerar a ignorância em uma sala de ''jovens'' num domingo pela manhã, fez-me sentir tão fraca, como se eu estivesse em um lugar do qual ninguém entendesse minha língua, em que não consegui engolir o choro, e me exaltei  com o costume infeliz que as pessoas tem de achar que tudo o que é dito é direcionado à fulano à beltrano. É como ouvia quando criança da minha tia quando ela estava ligeiramente decepcionada: ''me poupe''.
Mais uma semana em que percebi ''não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam.''
Ou seja, hoje é segunda, e eu tenho algumas tarefas a cumprir:
Descobrir a causa da reação alérgica (médico marcado pra quarta-feira)
Não só engolir o choro sempre que necessário, como também não abrir a boca;
Aprender o egoísmo e ser menos altruísta.




Oh, I miss the way we talked about
The little things.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Tipo Cheddar

Toda vez que vamos passear paramos para um lanche. Eu a viciei em lanches, desses fast-food mesmo. Nem fã de Mc ela era, muito menos de Burguer King. Quando a coisa é mais simples, me refiro a banquinhas de cachorro-quente o predileto dela hoje é o de calabresa.

Engraçado é como ela come tudo isso, é tão devagar, você tem de vê, mordidas pequenas, tadinha, ela é pequena né!? E como mastiga devagar então... E eu “esganifado” que era para comer, te confesso que aprendi com ela a comer mais devagar e talvez saborear um bom prato, que por falar nisso, adoro também o paladar dela. Prato predileto? O restaurante eu sei também, mas ela sempre pede penne de alguma forma, ela adora, e eu adoro vê-la comendo.

Ah sim, mas voltando aquilo que eu fiz, é hoje ela come bem esses sanduíches da vida. No cachorro quente eu peço o tal de calabresa sem milho e sem ervilha, e no BK um belo Cheddar, porque eu sei que ela aguenta! Ah, é assim meu caro, depois de anos juntos você aprende os gostos e manias, e eu adoro, porque sempre que acerto ela me sorri satisfatoriamente porque é o que ela gosta!

sábado, 7 de agosto de 2010

Dificuldade em exatas

 Falo exageradamente. E qual é o tempo certo para palavras? Para serem ditas? Palavras não são jogadas ao vento. Nem sempre. Ou nunca.
 Temos palavras fortes, de sentidos diversos, significados, para vários momentos. E qual é o tempo para serem ditas?
 Cada dia aprendo que é quando queremos. Quando sentimos. Quando sair trombando os lábios por espontâneo, porque por vezes, é assim muito mais sincero.
 Mas ainda questiono, porque as pessoas te julgam por isso... Para cada palavra existe tempo exato?   


domingo, 1 de agosto de 2010

Naive


Ingênua



Eu não estou dizendo que isto foi sua culpa
Ainda que você pudesse ter resistido mais

Oh, você é tão ingenua mesmo assim tão...

Como isso poderia ser feito
Por uma menina tão doce e sorridente?
Oh, e o seu rosto tão bonito e doce
De um jeito tão feio
Algo tão belo
E toda vez que eu olho pra dentro...

Eu sei que ela sabe que eu não gosto de perguntar
Pode ser mentira ou verdade
E ela ainda tá atrás de mim

Eu posso dizer que isso foi sua culpa
Porque eu sei que você poderia ter resistido mais

Oh, você é tão ingenua mesmo assim tão...

Como isso poderia ser feito
Por uma menina tão doce e sorridente?
Oh, e o seu rosto tão bonito e doce
De um jeito tão feio
Algo tão belo
E toda vez que eu olho pra dentro...
So não me deixe pra baixo
So não me deixe pra baixo
Mantenha a sua falsidade
So não me deixe pra baixo.


Não preciso escrever muito sobre a música. A harmonia, melodia, e todo o conjunto sonoro transcendem a necessidade de falar para mim, falo muito através de música, sou movida a sons, tons, afinação.
Trazem além do movimento, lembrança, memória, sabor, cheiro. Traz história, dessas boas de contar, tipo filme, com a trilha ao fundo.
Uma boa música, uma boa trilha sonora.