sábado, 31 de dezembro de 2011

Tchau 2011. Por favor 2012, se achegue!

Passei a semana no 'fechado pra balanço' devido a quantidade absurda de acontecimentos. Queria muito poder afirmar com toda certeza que nada do que aconteceu vai afetar mais a minha vida e que somente serão histórias do ano que se passou. Isso porque são coisas doloridas de ferida aberta.. difícil cicatrização.
O primeiro ano de formada, onde cada situação é uma experiência e o meu ano não podia deixar de ser uma  para o resto da vida. Talvez tenha sido realmente para crescimento único e exclusivo meu - até porque cada um reage de uma maneira e nem todas conseguem usar para somar, claro há quem tenha o dom de destruir tudo ao seu redor. Mas se os bons desistirem, o mal toda conta! - já que passei por situações inusitadas, conheci pessoas desnecessárias e percebi que posso realmente estar preparada para muito mais que acredito. Mais a melhor parte se encontra em que conheci pessoas incríveis, que eu quero e espero que sejam pro resto da vida!
Esse ano eu vi duas amigas especiais casando, cada uma na maneira que quis. Esse ano eu vi que ser mulher é muito mais difícil. Esse ano, eu confirmei meus valores familiares e vi o quanto sou forte por isso e por eles. Esse ano eu me decepcionei muito mais com a capacidade da maldade do ser humano, porque senti na pele e vi, li e respirei insanidade alheia... Esse ano eu desapeguei, me encantei e entristeci. Esse ano eu levei sustos e passei uns bons meses correndo com exames. Esse ano eu conheci mais um canto desse Brasil, que eu adoro, viajar. Esse ano, eu provei tanto da misericórdia de Deus! Esse ano eu absorvi profissionalismo de uns e mau caratismo de outros. Esse ano eu mostrei minha cara de maneira mais limpa que é, gosto de lealdade, gosto de verdade, gosto de sentimentos sinceros. Gosto de espontaneidade, mas gosto muito também do silêncio e como foi necessário 'silenciar' em dois mil e onze.

Definitivamente, 'experiência' foi a palavra de 2011.Tendo sido entre várias, doce ou amarga.

Claro que eu encerro o meu ano sem ter cumprido muitos dos objetivos colocados no dia primeiro, claro que nem tudo aconteceu igual ao que foi planejado e sonhado. Outros planos também se iniciaram agora, mesmo no fim do ano e que continuará a tovo vapor em 2012. Mas, e dai se nem tudo deu certo? "O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor" Provérbios 16:1.
Após um ano tão turbulento (e divertido), estou encerrando o dia trinta e um, em uma paz tão grande que não sei explicar. Adoro fim de ano na praia, com o pé na areia e estrela no céu e mesmo sendo em Curitiba, será uma delícia passar com a minha família, com pai, mãe, irmã, cachorro, gato e primas. Perfeita com seus defeitos e unida agradecendo com alegria por juntos estarmos encerrando um ano bom e pedindo com euforia por um muito melhor.

Quero que 2012 seja um ano doce com aquele toque cítrico como suco de laranja. Que seja um ano de desafios ainda maiores! Que seja um ano de projetos e 'mão na massa'. Hoje é um dia de renovar as esperanças e que seja um ano feliz confiando em Deus!

Feliz Ano Novo.

Marília Carzino de Alcântara
  

Um comentário: